The Break

Faz muito tempo que não adicionamos novas matérias ao The Canada Road e o motivo não é a falta delas, mas sim o tempo. Desta forma, nos desculpamos por todas as visitas “em vão” e pedimos que acompanhem as nossas sugestões de blogs que são muito bons e trazem bastante informação.
Assim como o sonho do Canadá não morreu, o blog também não e como Ross Geller diria: “We are on a Break”. Um break temporário até podermos voltar com novas informações e a jornada em busca do Canadá.

 

Obrigado a todos!

Grande abraço.

The The Land of Opportunities

CTRL+C – CTRL+V

Neste post vou escrever um pouco sobre a palestra que fui ontem à noite – Quebec Terra de oportunidades. Este é um post grande por tanto se preparem!! :D

A Soraia Tandel foi quem a ministrou da palestra.
Descobri que o Senac tem um grande acervo sobre o Quebec, o que poderá me ajudar com meu plano de imigração.
Soube também que o Senac terá oficinas GRATUITAS sobre a cultura e sociedade do Quebec no dia 08 de março (ainda preciso ligar lá para ter mais informações).
Infelizmente não encontrei na net a apresentação em PowerPoint, mas ainda vou continuar procurando e se encontrar eu deixo o link aqui para vocês.

A apresentação começou com uma visão geral sobre a província do Quebec. Ela é a maior província canadense. 80% da população da província fala francês. É uma sociedade pluralista. 11,5 % são estrangeiros. Possui 100 comunidades culturais. Possui 17 grandes regiões.
Na palestra chamaram a atenção para duas cidades, Sherbrooke e Trois-Rivières; ela comentou que o custo de vida nestas duas cidades é bem mais em conta que em Montreal.
http://www.mamr.gouv.qc.ca (Ministère des affaires municipales et régions) – Mais informações sobre as regiões.

Depois apresentou de Montreal, uma cidade cosmopolita, bastante dinâmica. É uma cidade tombada. Hoje com cerca de 2 milhões de pessoas na ilha. O metrô em Montreal é muito bom, já até existe uma linha do centro de Montreal a Laval (região metropolitana). É a terra do cirque de soleil. Outra descoberta que muito me interessou é que o setor de TI é muito importante em Montreal.
http://www.montreal.gouv.qc.ca (Portail régional de Montréal) – Neste site podemos encontrar várias informações sobre Montreal, tais como ruas mais importantes, quanto custa o aluguel de um apartamento, entre outras.

Em seguida, a capital da província, a cidade de Quebec. Ela tem em torno de 500 mil habitantes. Os setores de funcionalismo público e TI são os mais importantes (abrindo um parêntese aqui, para prestar concurso no Canadá não precisa ser canadense, somente ter visto de trabalho. O concurso é gratuito.). Quebec fica a 3 horas de Montreal.

Um fator bem interessante é o custo da energia elétrica. Com isso podemos ter fogões elétricos, aquecedores e muitos outros.

Todas as casas têm 2 portas para proteção contra o inverno, existe um armário na entrada para deixarmos as roupas e calçados; você não entra em casa com seu sapato, por isso é sempre bom estar com meias apresentáveis.(Isso eu já sabia, só coloquei aqui como informativo).

O clima em Montreal, no inverno é em média -15ºC, porém chega a -30ºC, bem menos que em Calgary que já chegou a -40ºC ano passado. É bastante seco, espero que não seja tanto como era em Calgary que precisava tomar um banho de creme para a pele não ficar com aquele efeito de descamação.
O inverno é bem luminoso. Os dias são bonitos, porém curtos, começam as 6:00 e escurece as 15:30 ou 16:00. Ele dura de dezembro a março e não neva todos os dias.
A primavera começa em abril e vai até junho. É a época onde você começa a ver as plantas brotando.
O verão começa em julho e vai até setembro. Temperaturas médias de 25ºC, chegando a 35ºC. Com o nascer do sol entre 5:00 e o pôr do sol por volta de 21:30.
O outono de outubro a novembro, super conhecido pelas cores, é muito bonito (eu puder ver esta estação e me encantei). As temperaturas começam a cair em torno de 0ºC.

Alguns pontos positivos:
* Seguro único de plano de saúde. Tudo do governo, não existem planos particulares.
* Moradia. Aluguel facilitado, sem caução, sem fiador, sem taxa. Muito fácil de alugar, normalmente por 12 meses.
* Transporte de boa qualidade, rede grande de metrô, no dia da palestra o passe integrado estava 70 dólares, com a facilidade de poder utilizar o metrô e o ônibus quantas vezes desejar.
* Juros de imóveis bem mais em conta. Normalmente pagamos uma entrada de 10% e o resto parcelado em 25 a 30 anos.
* Em algumas cidades ainda existe a facilidade do táxi coletivo.

O ensino é obrigatório de 6 aos 16 anos e em francês.
Para aqueles alunos que estão vindo como imigrantes, há aulas especiais de francês, uma espécie de alfabetização – a conhecida francisação.
As aulas começam em agosto e vão até maio.
Nas universidades, quando imigrante, você paga uma taxa como se fosse a matrícula; o residente permanente paga o mesmo que um canadense, cerca de 5 vezes menos que um estrangeiro. Também existe a oportunidade do governo subsidiar este custo (nosso FIES aqui), quem pega este empréstimo do governo com taxa de 0 a 1% pode começar a pagar depois de 1 ano de formado.
http://www.mels.gouv.qc.ca (Ministére de l’éducation, Loisir et Sports) – Para mais informações sobre Educação

Sobre os setores prioritários foram apresentadas diversas áreas entre elas no nível universitário (15 anos de estudo) TI estava em 3º lugar. Ihuuu!!! Minha formação em técnico em Contabilidade em 2º lugar. Mais uma motivação!
A Soraia comentou que quem é formado nestas áreas de prioridade o dossiê tem prioridade.
Para quem é de TI como eu, o campo de trabalho é em Montreal.
O salário mínimo em Montreal é de CAD$ 9.00. São 40 horas de trabalho semanais. 2 semanas de férias por ano e mais 8 dias de feriados pagos, detalhe, se o feriado cai no domingo você pode folgar na segunda. Com o tempo na empresa, você vai ganhando mais dias de férias.
Abaixo estão alguns sites de emprego:
* http://www.emploiquebec.net
* http://www.reperes-emplois.com
* http://www.guichetemplois.gc.ca
* http://www.workopolis.com
* http://www.cnt.gouv.qc.ca (normes du Travail du Québec)

Se sua profissão é regulamentada por um conselho profissional no Quebec, você precisa ser membro do conselho; ou seja, precisa fazer prova. Muitas vezes você precisa voltar a faculdade e fazer equivalência de matéria.

Minha pergunta para este tópico. TI é regulamentada? Resposta: Não, você chega e já começa trabalhando no dia seguinte, ou melhor, quando encontrar emprego na sua área.

O conselho mais fácil é o de enfermagem. É uma área em grande demanda. Irão precisar de mais de 100 mil enfermeiros e grande parte deles virão do exterior. Se você é desta área e ainda tem experiência no Brasil corra para aplicar.
Dentistas esqueçam! A menos que você faça 4 anos de estudo de novo.
Médicos também, a menos que você seja um supra-sumo. Cirurgião plástico já era, os canadenses não ligam para plástica. Além de ser super difícil entrar no conselho.
Fisioterapeuta o salário em média é de CAD$ 60,000.00 ao ano.
Psicólogo é difícil entrar no conselho para atender pessoas, porém ser for trabalhar em empresas é mais fácil.
Químico é uma área em demanda.

O processo mais conhecido é o de mão de obra qualificada.
Eles têm necessidade de imigrantes para falar francês.
A seleção é padronizada para todo o mundo, não leva em consideração sexo, nacionalidade, entre outros fatores.
Não existe concorrência, acho que por isso existe tanta gente colocando informações na internet.
A primeira etapa é feita pelo escritório do Quebec aqui em São Paulo, onde emite o CSQ (Certificado de seleção do Quebec). Depois são verificados inúmeros fatores de segurança e saúde, um exemplo é se a pessoa não tem tuberculose.
Um residente permanente tem os mesmos direitos de um canadense, menos o direito ao voto e ao passaporte canadense; porém você pode viajar e entrar no país quantas vezes quiser. A exigência é que em 5 anos você precisa morar no mínimo 2 anos no Canadá e após 3 anos de residência pode solicitar a cidadania canadense.
No mínimo 1 ano em Quebec, você pode pedir reagrupamento familiar.

Critérios de seleção:
01) Formação (quanto mais tempo de estudo melhor).
02) Área de formação – precisa ter um diploma na área senão não conta.
03) Experiência profissional – somente conta a experiência dos últimos 5 anos.
04) Idade – melhor até 36 anos, entre 36 e 41 os pontos são menores. Pessoas acima de 41 não ganham pontos.
05) Conhecimentos lingüísticos – Português e espanhol, claro não são levados em consideração. O mais importante é seu nível de francês, o inglês não elimina o francês. O mínimo exigido de francês vai depender muito do seu perfil.
06) Adaptabilidade profissional – quem chega e já começa a trabalhar, mesmo que em posições mais inferiores da qual você trabalhava aqui no Brasil. Portanto seja humilde, pode ser que você seja júnior de novo quando chegar lá. Vale já ir pesquisando as vagas, procurando emprego, enviando currículo.
07) Características do cônjuge – para o cônjuge o nível de inglês não é considerado.
08) Estadas e família no Quebec – não conta a estadia em outras províncias do Canadá.
09) Filhos – cada filho é considerado uma pontuação de mestrado.
10) Autonomia financeira – é um termo de compromisso de que você não vai pedir dinheiro para o governo quando chegar lá. Uma pessoa solteira precisa levar no mínimo CAD$ 2,500.00. Não é preciso apresentar isso no dia da entrevista.

Informações interessantes para quem está indo:
- 99% dos candidatos não falavam francês antes.

Algumas dicas da palestrante:
- Aprenda o francês rapidamente. Tenha no mínimo 2 aulas por semana de mais de 2 horas.
- Faça o teste on-line para ver sua pontuação e só aplique quando tiver a pontuação mínima.
- Como aplicar:
* Preencha o formulário
* Pague a taxa (CAD$ 390.00)
* Reúna os documentos da lista, os xerox podem ser simples, porém deixe bem legíveis.
* Envie tudo para o escritório de imigração
- Cuidado com a famosa pergunta: O que você quer fazer lá?
Já esteja ciente de que se disser que vai estudar você está fora do processo. Também você está aplicando para o programa de mão de obra qualificada. Só pensar um pouco né?

Em média a entrevista demora 3 meses da data do envio do pedido para o escritório.
A entrevista dura cerca de 45 minutos e depois mais 15 minutos de aconselhamento.

O processo como um todo leva 3 meses na primeira etapa, parte do Quebec; 8 meses para a parte federal. Nesta segunda parte as taxas são de CAD$ 500.00 e para o visto canadense CAD$ 450.00.

No site do escritório existe um guia bem interessante para aprender sobre o Quebec. http://www.imigracao-quebec.ca

Alguns serviços que o Governo Canadense presta para o imigrante:
- curso de francês on-line, é uma formação de nível intermediário e gratuito.
- reembolso de até CAD 1,500.00 em cursos da Aliança Francesa ou SENAC depois que você conseguiu o CSQ.
- chegando em Quebec você ainda tem direito a mais 1000 horas de francês.
- existe uma série de ONGs que te ajudam a buscar emprego.

Algumas dúvidas que foram esclarecidas:
- Uma pessoa solteira gasta em média CAD$ 1,200.00 a 1,500.00 por mês em Montreal.
- Tudo depende do seu nível de francês.
- Quem é da área de humanas acha trabalhos voluntários com facilidade.
- Estágio conta como experiência. Trabalhos voluntários não.
- Licença maternidade é de 1 ano com remuneração
- Licença paternidade é de 2 meses com remuneração.
- Em 80% das entrevistas a resposta é positiva.
- Pode reaplicar, não tem tempo mínimo para isso e você também não fica queimado.
- O Brasil é um dos 3 países mais bem vistos pelo pessoal da imigração porque os brasileiros não formam guetos, tem uma capacidade de adaptação muito grande. Em abril será lançada uma grande campanha para incentivar novos imigrantes brasileiros.
- 85% dos brasileiros que pediram imigração continuam no Quebec depois de 5 anos.
- Você tem até 1 ano depois de receber o CSQ para dar entrada ao processo federal.
- Precisa de um cartão internacional para pagar as taxas. Vale a pena contatar a agência do cartão para avisar o débito da taxa.
- Na área de TI o inglês é muito importante. O francês conta, mas o inglês conta mais.
- Para os processos prioritários o tempo total é de 8 meses (2 – Quebec e 6 – federal).
- Nunca diga a entrevista que faria qualquer coisa porque eles precisam é de pessoas qualificadas.
- Documentos a serem enviados, não precisam ser traduzidos e são cópias simples sem autenticação nem nada.
- Para a maioria, é melhor esperar o termino do estudo de francês antes de aplicar.

Bem é isso pessoal, acho que este post ficou um pouco grande demais, porém tentei reproduzir uma boa parte das informações que recebi.

Até mais,

Créditos:  http://katy-freitas.blogspot.com/

The Free TV

Acaba de ser lançado um site onde os internautas podem assistir a vários programas da tv canadense em francês (canais e programas do Québec). Uma boa oportunidade para aqueles que querem testar o nível de compreensão do francês falado no Québec.
Segue o site:

www.tou.tv

The First Birthday

20/01/10 – Primeiro Aniversário do “The Canada Road”. Muita informação passou por aqui durante este período e completamos o 1º ano de vida com pouco mais de 3.650 visualizações.

Agradeço a todos por isto!

The First of 2010

Pessoal, em primeiro lugar minhas sinceras desculpas por não ter postado nada no Ano Novo. O motivo disto é que eu estava sem internet (1 semana sem internet é fogo). Mas vamos lá, pq 2010 começou e com ele as esperanças.

Logo de início temos um CTRL+C muito bom, do blog Acarajé Gelado:

O que mais escuto quando comento com amigos que estou indo para o Canadá é que eles estão precisando muito de gente de TI por lá. Torço para que isso seja mesmo verdade, mas quando conto detalhes das últimas mudanças que ocorreram no processo federal de imigração, as pessoas percebem que a coisa não deve estar tão fácil assim.
A partir de fevereiro de 2008, todos os interessados em imigrar pelo processo chamado Skilled workers and professionals (http://www.cic.gc.ca/english/immigrate/skilled/index.asp) necessariamente precisam mostrar experiência, de pelo menos um ano, em uma das 38 profissões listadas no endereço http://www.cic.gc.ca/english/immigrate/skilled/apply-who-instructions.asp#list.
Analisando a lista podemos perceber que a única profissão de TI que aparece é a 0213: Computer and Information Systems Managers. Ou seja, o que eles estão precisando mesmo é de gerentes. Tudo bem, muitos de nós temos experiência como gerente, o problema é que para um cargo desse o nível de Inglês necessário é muito maior, não basta apenas saber se comunicar bem. Quem já passou pelo cargo sabe o quanto é importante escrever bem (quantos memorandos burocráticos….), saber conduzir uma reunião (sempre tem um chato que precisamos convencer ou ser convencidos por ele) , e, é claro, se comunicar com a equipe, com os stakeholders, com patrocinadores e qualquer outro envolvido. Já pensou enfrentar uma dessas atividades e dar uma titubeada no Inglês?
Uma alternativa para o pessoal de TI que não tem experiência como gerente é aplicar pelo processo do Quebec (http://www.cic.gc.ca/english/immigrate/quebec/index.asp), pois ele não tem uma lista restringindo as profissões (pelo menos por enquanto)
No meu caso não tive problema com a lista das 38 profissões, pois tenho comprovantes de alguns anos de experiência como gerente, mas também consegui me encaixar em como 4121: University Professors e 4131: College and Other Vocational Instructor, que aparecem também na lista.
Resumindo a estória, se eles tivessem precisando tanto de gente de TI teriam mantido mais “profissões” relacionadas. Agora tem outro argumento que vai de encontro a esse raciocínio, pelos contatos feitos com a turma de TI que já está no Canadá, parece que o pessoal não tem tanta dificuldade para se empregar. Vai lá entender isso!!!!

Um bom 2010 para todos, durante todos os anos, nos vemos aqui! Abçs!

The Xmas CTRL+C

Então pessoal, eu sei que é Natal, mas eu não pude deixar de fazer um CTRL+C deste post que eu encontrei no “Temperatura Máxima no Canadá“. É um post que fala de emprego, de experiência canadense e dos auxílios que o imigrante pode encontrar para arranjar o 1º emprego.


Oportunidades no Canadá 10/12/2009 por Temperatura Máxima no Canadá

Todo mundo reclama muito sobre o mercado de trabalho canadense para o imigrante recém-chegado, afinal todos estão carecas de saber que no Canadá é preciso ter “experiência canadense” para conseguir um emprego, mas daí fica sempre a história: se ninguém dá a primeira chance como é que terá experiência canadense? Se não tem experiência canadense como é que vai trabalhar? Então, o que fazer????

Bom, vamos começar do começo. Logo que o imigrante chega, o primeiro lugar que ele deve ir é no YMCA, nesse lugar é que se faz a prova para saber seu nível de inglês, mas além disso, eles tb dão várias dicas de tudo que se pode fazer aqui nas terras geladas como, por exemplo, quais os documentos providenciar, onde providenciar esses documentos, cursos específicos para cada profissão, se vc estiver meio perdido sobre o que fazer eles dão umas dicas extras… Tudo isso ajuda muito.

No caso do emprego, eles indicam várias instituições que ajudarão a formular o currículo segundo o “gosto” canadense, dicas sobre como se comportar em entrevistas, dicas de sites para procurar emprego… Uma coisa é certa, o imigrante tem todo o suporte necessário para isso. Se a pessoa assiste alguns workshops em um lugar e achou que não foi suficiente, ela pode fazer quantos workshops quiser e onde quiser, até ela se sentir segura sobre o assunto. Tudo de graça!!!

O governo tb disponibiliza conselheiros que ajudam esclarecendo muitas dúvidas (estudos, trabalhos, declaração de impostos, problemas familiares, enfim..) e tb dando várias dicas importantes, indicando instituições que podem ajudar em situações especificas. E é claro que muitas vezes algo assim pode fazer toda a diferença aqui nas terras geladas. Se precisar de um conselheiro, pergunte na sua escola de inglês ou mesmo no YMCA.

Voltando a falar de emprego, existem vários programas para inserir o imigrante no mercado de trabalho. No Brasil, eu ouvi muito falar do co-op e career bridge, mas chegando aqui vi que existem vários outros programas, inclusive programas específicos para determinadas carreiras, é só se informar no YMCA ou com um conselheiro (ou mais de um conselheiro..rsrs).

Tb existe um curso chamado ELT (Enhanced Language Training) que é específico para profissionais, por exemplo, existe o ELT para engenheiros, outro ELT para enfermeiros, outro para contadores, um ELT geral e assim vai…rsrs

Existe curso pra tudo aqui, se a pessoa não tem um bom inglês e quer trabalhar em survivor job, eles oferecem cursos de inglês com serviço voluntário, por exemplo, em adm, vendedor, etc… Assim a pessoa aprende o inglês dessa area e ainda consegue uma “experiência”.

Tem um curso que ensina a cuidar de crianças e velhinhos. Existem outros só para mulheres!!!! E tudo financiado pelo governo. Ótimo, né?!

Para quem já tem um bom inglês e quiser fazer um college, o governo disponibiliza financiamentos em que ele paga os estudos e a pessoa pode devolver o dinheiro só 5 anos depois de terminado o curso, sem contar que ainda pode parcelar, os juros são baixos, enfim… Oportunidade é que não falta nesse país.

Muitos desses e outros programas/cursos são novos, portanto, imigrantes mais antigos de casa não conheceram, sendo assim, não se assuste se vc nunca ouviu falar deles…

Uma coisa é certa, é bom aproveitar tudo o que dá… Nada de ficar só admirando a paisagem…hahahaha

The Christmas

Rockin’ around the Christmas Tree
at the Christmas party hop
Mistletoe hung where you can see
Ev’ry couple tries to stop”

A todos que acompanham o The Canada Road desejamos um Feliz Natal! Que Deus abençoe cada um e cada sonho. E que nesta data comemoremos, mas não nos esqueçamos do aniversariante, Jesus Cristo.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.